Faz Bem Ao Coração

Faz bem ao coração

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia, no Brasil, anualmente, 350 mil pessoas morrem devido a problemas cardiovasculares. Em todo o mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde, 17,5 milhões de pessoas perdem a vida pelo mesmo motivo. Para ajudá-lo a ficar longe dessas estatísticas, selecionamos uma série de comportamentos que, sendo inseridos no seu cotidiano, farão muito bem ao seu coração.

O C.I.P.S. (Centro Integrado de Promoção à Saúde) da Austaclínicas conta com equipe especializada, oferecendo atendimento diferenciado para quem deseja controlar doenças crônicas, que aumentam o risco de doenças cardíacas.

Outro serviço é o AustaCor, que faz parte do Centro de Diagnóstico do Austa Hospital. Trata-se de uma unidade que oferece atendimento desde emergencial a pacientes graves com problemas cardiológicos, neurológicos e vasculares, feito por profissionais especializados. Além do atendimento clinico, disponibiliza a unidade hemodinâmica com equipamentos de alta tecnologia, para diagnostico imediato e, sendo necessário, o adequado tratamento.

  • Faça exercícios regularmente: o mínimo indicado pela Sociedade Brasileira de Cardiologia é de 150 minutos semanais, o que significa 50 minutos três vezes por semana. Ao movimentar o corpo, além do estímulo à circulação, há redução da pressão que o músculo cardíaco faz para bombardear o sangue por todo o corpo, o que diminui a sobrecarga arterial. Exercícios também promovem a queima de gordura, resultando em aumento do nível de bom colesterol (HDL) e redução do nível de mau colesterol (LDL). São inúmeras as modalidades que poderão ser escolhidas. Mas não se esqueça de passar por uma avaliação médica antes de iniciar as atividades.Abandone o cigarro: se você é fumante, deixe o vício de lado. Além de prejudicar a saúde do coração, esse vício prejudica os pulmões, envelhece a pele e, segundo o Instituto Nacional de Câncer, seu consumo pode causar cerca de 50 doenças diferentes.
  • Ingira Ômega3: é um tipo de gordura benéfica ao coração, que regula seu ritmo e ajuda a equilibrar as taxas de colesterol. Para consegui-lo de forma natural, enriqueça sua dieta com peixes, linhaça e nozes.
  • Pressão arterial sob controle: o ideal é que ela não passe de 12 por 8 (ou 120 por 80 milímetros de mercúrio). Sempre meça a sua, e se tiver histórico de hipertensão na família, faça o acompanhamento a partir dos 30 anos. Qualquer alteração nos níveis, procure um cardiologista da sua confiança, que irá pedir exames complementares.
  • Diminua o consumo de sal: ele ajuda a subir a pressão arterial. Alimentos industrializados em geral, trazem grande quantidade de sódio, prefira os naturais.
  • Ingira alimentos vermelhos: eles são ricos em licopeno, um antioxidante que neutraliza radicais livres, além de reduzir o colesterol ruim.
  • Controle o colesterol: o ideal é que o colesterol ruim (LDL) não ultrapasse os 100 mg/dl. Quando ele sobe, ajuda a obstruir as artérias, dificultando o bom funcionamento do coração, que pode entrar em colapso.
  • Controle a glicemia: o ideal é que a glicemia seja de até 100 mg/dl. Pessoas diabéticas tem mais probabilidade de ter doenças do coração.
  • Controle o peso: a obesidade é um dos fatores de risco para doenças cardiovasculares.
  • Mantenha a dieta equilibrada: ao montar seu prato, tenha como base as proporções: 50% de hortaliças, 25% de proteínas, 12% de leguminosas e 12% de carboidratos.

Fontes – Sites: Sociedade Brasileira de Cardiologia (link – Campanhas); Coração Alerta (links – Menu do Coração e Mexa-se); Minha Vida (menu – Saúde); IG (link – Saúde); Dicas de Saúde; Mais Equilíbrio (link – Saúde). 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.