Dia Nacional De Prevenção De Acidentes De Trabalho

Dia Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho

O Dia Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho é comemorado em 27 de julho. De acordo com a Associação Brasileira para Prevenção de Acidentes (ABPA), o Brasil foi o primeiro país a ter um serviço obrigatório de Segurança e Medicina do Trabalho em empresas com mais de 100 funcionários. Este passo foi dado no dia 27 de julho de 1972, por iniciativa do então ministro do trabalho Júlio Barata, que publicou as portarias 3.236 e 3.237, que regulamentavam a formação técnica em Segurança e Medicina do Trabalho e atualizando o artigo 164 da CLT. Por isto, a data foi escolhida para ser o Dia Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho.

Segundo informações da Organização Internacional do Trabalho (OIT), os acidentes do trabalho são a causa da morte de dois milhões de pessoas por ano, em todo o mundo. O que significa mais mortes do que as ocasionadas pelo uso de drogas e álcool.

O investimento em Segurança do Trabalho, no Brasil, veio de uma iniciativa do Banco Mundial em cortar os financiamentos para o Brasil, caso o quadro de acidentes de trabalho não fosse revertido. Estimativas da época apontam que, 1,7 milhão de acidentes ocorriam anualmente, e 40% dos profissionais sofriam lesões. Mas ainda é preocupante a quantidade de registros. Dados divulgados pela Previdência Social, em 2014, apontou mais de 700 mil acidentes anuais. Sendo assim, fica evidente que o Brasil precisa investir muito mais em prevenção, conscientizando os trabalhadores sobre os cuidados que devem ser tomados, e ampliando a fiscalização.

A segurança do trabalhador deve ser uma preocupação tanto dos colaboradores, que devem ter um compromisso com sua saúde e qualidade de vida, não desejando passar dias em um leito de hospital; como da direção da empresa, já que uma pessoa afastada desfalca a equipe e causa prejuízos financeiros.

O trabalhador tem o direito de exigir condições de trabalho e equipamento de segurança para desempenhar suas tarefas. Já o empregador deve fornecer os equipamentos necessários para o desenvolvimento de cada função, com segurança, além de fiscalizar e cobrar que os colabores utilizem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.