CARREGANDO

Digite uma Pesquisa

Estamos prontos para atender e cuidar de você

Vivemos um momento único nesse início de década. Com a grave pandemia mundial da COVID-19, que caminha para o número de 32 milhões de casos em todo o planeta, 2020 ficará marcado na história, em vários aspectos. Os desafios impostos demandam não apenas um exercício de revisão das instituições, mas em especial, do modo como vivemos em comunidade.

A pandemia decorrente da COVID-19 exige mudanças não somente no sistema de saúde brasileiro, mas também na vida das pessoas. Alteração de rotina, afastamento social e impactos econômicos são os mais notórios.

Profissionais de saúde jamais serão os mesmos, devido aos desafios que enfrentam e os aprendizados adquiridos neste momento, baseados em escolhas racionais, pautadas em descobertas científicas. Esse processo tem apresentado a todos envolvidos a importância do trabalho em equipe, da capacidade de transmissão de informações e da inteligência para se reinventar diante de tantas alterações de cenários a cada semana.

Em nome da segurança de pacientes e de profissionais da saúde, no AUSTA hospital, seguimos rigorosamente os protocolos do Ministério da Saúde e da Secretaria de Saúde de Rio Preto, e tomamos todas as medidas necessárias para o atendimento a pacientes que se apresentarem à instituição com sintomas da COVID-19.

Ao mesmo tempo, chama a atenção o aumento nos números de outras doenças importantes, que deveriam estar sendo tratadas e acompanhadas com a máxima atenção, mas que eventualmente vem sendo postergadas por conta do receio decorrente da pandemia.

Nesse contexto, decidimos reforçar nossos procedimentos de segurança e realizar um esforço adicional na comunicação desses, pois sabemos que o acesso ao nosso Hospital poderá favorecer o paciente e seu tratamento, além de gerar maior eficiência em todo o sistema de saúde.

  • Todos os profissionais do AUSTA hospital estão equipados com EPIs para proteção individual;
  • Pacientes e acompanhantes usam máscaras de proteção e higienizam as mãos com álcool gel ao entrarem na instituição.
  • As visitas a pacientes foram reduzidas para evitar aglomerações. Só é permitido um acompanhante em situações previstas por lei, a menores, idosos, autistas e deficientes;
  • As entradas ao hospital para pacientes COVID-19 e não COVID-19 são distintas ou restritas, para retenção de contágio;
  • O atendimento a pacientes com sintomas ocorre na Emergência do Hospital, que funciona no modelo de fluxos separados. Pacientes suspeitos e confirmados para a Covid-19, que necessitam de internação, são encaminhados à Unidade Respiratória;
  • O AUSTA Unidade Respiratória é dedicada exclusivamente à internação de pacientes com síndromes respiratórias, em prédio ao lado do Hospital, dispondo de 33 leitos (dos quais 23 de enfermaria, sendo 5 de isolamento, e 10 de UTI).

Assim, o AUSTA hospital está organizado para enfrentar a grave crise de forma responsável e para continuar a atender com proteção pacientes com outras necessidades.

 

Dr. Mário Jabur Filho – Presidente
Rafael Chanes – CEO

 

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Skip to content