CARREGANDO

Digite uma Pesquisa

e-Book Outubro Rosa

Compartilhar

O câncer de mama é, provavelmente, o mais temido pelas mulheres, devido à sua alta freqüência e, sobretudo pelos seus efeitos psicológicos. A prevenção é a melhor aliada contra esta doença.

Prevenção

Segundo estimativas do Inca (Instituto Nacional de Câncer), o Brasil deve registrar, para cada ano do triênio 2020-2022, 535.059 novos casos de câncer de todos os tipos, dos quais 273.079 entre mulheres.

O tipo mais incidente em ambos os sexos será o de pele não melanoma: 176.930 casos, 93.160 em mulheres.

Depois desse, as maiores incidências entre mulheres são cânceres de: mama (66.280), cólon e reto (20.470), colo do útero (16.710), pulmão (12.440), glândula tireoide (11.950), estômago (7.870), ovário (6.650), corpo do útero (6.540) e sistema nervoso central (5.230).

De acordo com taxas brutas, ou seja, número de casos a cada 100 mil habitantes, observam-se variações importantes entre regiões.

Norte é a única região onde o câncer de mama não vai ser mais incidente, desconsiderando câncer de pele não melanoma, o mais numeroso em casos em todo o país.

Lá, a doença que mais afeta o sexo feminino é o câncer de colo do útero.

Já na região Sul, colo do útero é o quarto tipo mais comum, precedido dos cânceres de cólon e reto e de pulmão, em segundo e terceiro lugares

A prevenção primária do câncer de mama está relacionada ao controle dos fatores de risco e à promoção de práticas e comportamentos considerados protetores.

Baixe nosso e-Book e saiba mais.

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *