CARREGANDO

Digite uma Pesquisa

Tags:

De olho na Dengue

Compartilhar

O número de casos de dengue no Brasil aumentou, o que deve ser motivo de preocupação não só de autoridades públicas, mas de toda a população.

De acordo com o Ministério da Saúde, 2018 terminou com 265.934 casos prováveis de dengue no país, alta de 11,1% em comparação com os 239.389 registrados em 2017. 

Em todo o mundo, ocorrem 50 milhões de infecções por dengue por ano, segundo o Ministério. 

Vamos acabar com a dengue

Todos precisamos agir para que esta doença viral acabe no país. E a única forma de combater a dengue, doença que pode levar à morte, é eliminar criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença.

Depois de picar uma pessoa doente, o mosquito pode contaminar várias outras saudáveis através de picadas. Por isso é tão importante acabar com os criadouros. Sem os mosquitos, não existe contaminação por dengue.

No Brasil, atualmente, circulam quatro sorotipos da doença.

Sintomas

A dengue pode se apresentar de forma assintomática, com sintomas leves ou graves e pode chegar ao quadro de hemorragia, que pode levar à morte.

A primeira manifestação da dengue é febre alta, que começa de repente, e geralmente dura de dois a sete dias.

Também são sintomas comuns: dor de cabeça, no corpo e articulações; fraqueza; dor atrás nos olhos e coceira. Perda de peso, náuseas e vômitos também são comunsem doentes de dengue.

Com a diminuição da febre (entre o terceiro e sétimo dia), o paciente pode evoluir para a cura, ou para a forma grave da doença, que pode matar.

Fique atento para os seguintes sinais:

  • dor abdominal intensa e contínua, ou dor ao tocar o abdômen;
  • vômitos persistentes;
  • sangramento de mucosas.

Repouso e ingestão de líquidos, geralmente fazem parte do tratamento. Não existe medicamento específico para combater o vírus ou prevenir a dengue.

Prevenção

A melhor maneira de prevenir a dengue é acabar com os criadouros do mosquito.

Faça sua parte. Não deixe água parada.

Em áreas onde é grande a infestação do mosquito, é indicado usar: repelentes, roupas que evitem deixar a pele exposta; mosquiteiros e inseticidas.

Consulte seu médico regularmente. 

Clique aqui para baixa nosso e-Book

Tags:

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *