CARREGANDO

Digite uma Pesquisa

Tags: ,

AUSTA encerra SIPAT com música do grupo Visão do Coração

Compartilhar

O AUSTA hospital encerrou na última sexta-feira, 7 de junho, sua SIPAT (Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho), promovida pela CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes), com apoio da AUSTAclínicas e do AUSTA ocupacional. O grupo de samba “Visão do Coração”, do Instituto dos Cegos Trabalhadores de Rio Preto, animou mais de 100 colaboradores no auditório da empresa e colocou todos para dançar.

Lucas Dal Bon, presidente da CIPA, destacou o sucesso e engajamento entre os colaboradores durante a semana. “Um dos pontos mais importantes, foi nossa aproximação com cada profissional. Conseguimos fazer com que eles se engajassem, além de trabalhar diversos temas sobre a preservação da vida e a promoção da saúde do trabalhador”, afirmou Lucas.

Rogério Vicente, secretário da CIPA participou ativamente da semana e destacou a importância para a instituição. “Nós conseguimos envolver todos os profissionais do AUSTA e nosso intuito foi o de promover uma semana com atividades que pudessem cuidar da saúde deles como um todo, afinal, eles lidam diretamente com a dor do paciente e familiares, por isso foi muito produtiva a semana”, destacou Rogério.

Durante a semana, as palestras ministradas abordaram temas voltados à saúde e bem-estar dos colaboradores, como equilíbrio emocional e qualidade de vida dos profissionais da saúde, acidentes e direção defensiva e cuidando de gente que cuida de gente.

O encerramento da SIPAT do AUSTA foi festivo e emocionante, ao som do grupo de samba Visão do Coração, formado por cinco integrantes deficientes visuais, do Instituto dos Cegos Talhadores de Rio Preto. Nei Cândido dos Santos, integrante do grupo é professor de música há um ano no Instituto e ficou surpreso com a energia da plateia. “Muito gratificante esse intercâmbio que o AUSTA tem nos proporcionado. A sociedade pensa que por termos uma deficiência, nossa vida acabou, mas eventos como este provam que somos capazes de tudo. Sentir a vibração e a receptividade desse auditório hoje para nós foi especial”, afirmou o músico.

Tags:

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *