CARREGANDO

Digite uma Pesquisa

Alergias: conheça os sintomas, prevenção e tratamentos

Compartilhar

Nos meses de maio e julho, celebra-se o Dia Nacional e Mundial da alergia , que tem por objetivo conscientizar a população sobre os riscos como se prevenir desta condição.

As datas escolhidas se deu por conta do outono e inverno.

Nestas épocas do ano a baixa umidade do ar favorece o aumento de alergias respiratórias e de pele, principalmente em crianças, idosos e portadores de doenças crônicas.

O que é a alergia?

A alergia acontece quando o sistema imunológico reage a substâncias aparentemente inofensivas.

Alguns elementos conhecidos como alérgenos são: ácaros, pólen, pelos de animais e alguns mais específicos, como medicamentos e alimentos.

Os tipos mais comuns de alergias são: respiratória, alimentar, de pele e alergia ao leite.

Os sinais e sintomas da alergia variam de acordo com o alérgeno envolvido, mas cada tipo possui um quadro específico de reações:

  • alergias respiratórias: espirros, nariz congestionado, olhos lacrimejantes, vermelhos ou inchados, inchaço da boca ou vias respiratórias, pálpebras inchadas e coriza;
  • alergias na pele: inchaço, edema, coceira, vermelhidão, pele seca, erupção cutânea, tosse, aperto no peito, chiado ou falta de ar (alergia a picada de insetos);
  • alergia alimentar: inchaço nos lábios, língua, face ou garganta, urticária, formigamento na boca, diarreia, dor de estômago, náuseas e vômitos.

O tempo seco causa ressecamento das vias aéreas e viabiliza a proliferação de vírus e agravamento de doenças e alergias respiratórias, como a asma, que pode ser crônica ou alérgica.

A prevenção contra as doenças respiratórias, como a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), asma e pneumonia é fundamental durante todo o ano e deve ser redobrada nesse período. A rinite alérgica, por exemplo, pode ser agravada em razão da falta de umidade no ar.

Veja algumas medidas simples de prevenção:

  • Ingestão de água;
  • Uso de hidratantes corporais;
  • Uso de soro fisiológico;
  • Ficar em locais ventilados

As alergias mais comuns nesta época do ano são as rinites e as sinusites que são inflamações das vias respiratórias provocadas pelas variações climáticas bruscas e o contato com o pó e poluentes.

Nessa época, é muito importante hidratar o corpo. O hidratante não pode faltar no tratamento da pele, mesmo que seja necessário utilizá-lo várias vezes ao dia.

Pessoas com pele mais sensível, que tenham doenças de pele ou pré-disposição a desenvolvê-las, também podem ter agravamento dos sintomas durante o clima seco.

Dicas para evitar agravamento de doenças de pele durante o tempo seco:

  • Beba bastante água, pelo menos 2 litros por dia;
  • Use hidratante corporal todos os dias, principalmente após o banho. Se necessário, utilize-o várias vezes ao dia;
  • Com o ressecamento, ocorrem coceiras na pele. Evite coçar-se, pois isso pode causar inflamações ou até mesmo infecções;
  • Evite tomar banhos demorados, com água muito quente;
  • Em caso de ressecamento severo da pele, procure seu dermatologista.

 

Fonte: Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo e Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira – IMIP

 

Tags:

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *