CARREGANDO

Digite uma Pesquisa

Tags: ,

Concluída a 3ª edição do “FUTURAR”, alunos de medicina elogiam programa do AUSTA

Compartilhar

O AUSTA encerrou, na sexta-feira, 26 de julho, a 3ª edição do “FUTURAR vivência AUSTA”, programa inédito na região no qual o Grupo recebe alunos dos 3º, 4º e 5º anos do curso de medicina para conviverem, durante duas semanas, com médicos e demais profissionais das unidades do AUSTA hospital e da AUSTAclínicas.

Na cerimônia de encerramento, o médico cardiologista Luiz Antônio Gubolino, diretor do Grupo AUSTA, proferiu palestra em que ressaltou o sucesso do “FUTURAR” que, em apenas três edições, demonstrou ter sido uma decisão acertada da Diretoria ao instituí-lo.

Todas as vagas oferecidas foram preenchidas, atraindo instituições não só da região Noroeste, como também de outras, como Ribeirão Preto. “O programa FUTURAR é valiosíssimo não só para os estudantes, como também para nosso Grupo, pois, durante estas duas semanas, há uma troca intensa de conhecimento e experiências entre os alunos e nossos profissionais”, afirma dr. Gubolino.

Este 3º FUTURAR foi aberto a estudantes em geral, diferentemente das duas primeiras turmas, voltadas apenas para filhos de sócios cotistas do AUSTA. O programa é inédito em toda a região e foi instituído em consonância com um dos pilares do Grupo AUSTA – a educação.

Entre os dias 15 e 26 de julho, 10 alunos da Unilago, de Rio Preto, Unifev, de Votuporanga, e Universidade Barão de Mauá, de Ribeirão Preto, assistiram palestras sobre gestão em saúde, governança clínica, ética médica, marketing médico, a relação médico-paciente e aspectos jurídicos da profissão do médico.

E conheceram o funcionamento e a dinâmica do AUSTA hospital e da operadora de saúde AUSTAclínicas, dos setores Centro Cirúrgico, Emergência, UTI’s e USI AUSTA e Centro de Diagnóstico (exames complementares).

Outra novidade nesta edição, em relação às duas primeiras, é que os estudantes tiveram a chance de discutir casos clínicos com os médicos do Hospital, inédita experiência, que alunos dos 3º, 4º e 5º anos ainda não tiveram na faculdade.

Leia os comentários de alguns estudantes sobre o FUTURAR:

“O FUTURAR é um investimento para a nossa profissão. Poder vivenciar a rotina de um hospital, estar presente em um horário de praticamente um plantão de 12 horas e discutir casos clínicos com os médicos, fizeram nos sentir como se estivéssemos no internato, pois, além de aprendermos muito, sentimos a rotina médica dentro do hospital. Médicos, enfermeiros, técnicos, fisioterapeutas, todos nos receberam muito bem e mostraram-se abertos para todos os nossos questionamentos. Pudemos interagir com pacientes em diversos setores, como UTI, emergência, exames e ainda ter aulas teóricas de disciplinas que preparam o médico para o mercado de trabalho e o gerenciamento. Foi extremamente positivo para a nossa formação.” – Lívia Racy, estudante do 3º ano da Unilago.

“O projeto Futurar surpreendeu muito. Todos os profissionais do AUSTA foram muito atenciosos para esclarecer nossas dúvidas e fizeram muita questão de proporcionar o melhor a nós. Pudemos vivenciar a rotina do Hospital em diversas áreas, acompanhar plantões em emergência, UTI, cirurgia e exames complementares. As discussões de casos clínicos, ao final do dia, acrescentaram muito em conhecimentos sobre algumas das patologias mais comuns que encontraremos na prática médica. Foi incrível!” – Isabella Arabe Brandolez, estudante do 4ºano do Centro Universitário Barão de Mauá.

“O FUTURAR acrescentou muito na minha vida não só como futuro médico, mas para a vida. Tive contato com vários profissionais muito competentes e humanos, sendo extremamente atenciosos e receptivos e nos transmitindo conhecimentos muito importantes. O hospital tem uma estrutura incrível, oferecendo tudo que eles precisam. O FUTURAR está tendo muita repercussão entre nós, estudantes. Não poderia ser diferente, já que o programa nos permite conhecer a rotina do hospital e dos médicos, enfermeiros, enfim, todos não só como profissionais, mas como seres humanos. Parabéns AUSTA.” – Otávio Cantero Nunes, estudante do 3º ano da Unifev.

Tags:

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *