Acabar Com A Dengue é Responsabilidade De Todos: Não Deixe água Parada

Acabar com a dengue é responsabilidade de todos: não deixe água parada

É uma doença viral, transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, mas para acabar com a dengue deve ser uma responsabilidade de todos.

Conforme divulgado pelo Ministério da Saúde, estima-se que, em todo o mundo, ocorram 50 milhões de infecções por dengue, anualmente.

No Brasil, atualmente, circulam quatro sorotipos da doença.

Felizmente, no início de 2017, houve um recuo da dengue, de forma significativa.

Segundo dados do Ministério da Saúde, até 15 de abril, foram notificados 113.381 casos prováveis de dengue em todo o país, uma redução de 90,3% em relação ao mesmo período de 2016, quando os números ultrapassaram um milhão.

Vamos acabar com a dengue

A conscientização da população, quanto à eliminação dos criadouros, foi fundamental para a queda da dengue.

Se todos seguirem motivados na luta contra o Aedes aegypti, a dengue deve continuar diminuindo.

No mesmo período também foram registradas as quedas da Zika, de 95,3%; e da Chikungunya, de 68,1%.

A dengue é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, que após picar uma pessoa doente, pode contaminar várias pessoas saudáveis, através de picadas.

Por isso é tão importante acabar com os criadouros. Sem os mosquitos, não existe a contaminação pela dengue. 

Sintomas

A dengue pode se apresentar de forma assintomática, com sintomas leves ou graves, podendo chegar ao quadro de hemorragia, que podem levar à morte.

A primeira manifestação da dengue é a febre alta, de início abrupto, que geralmente dura de dois a sete dias.

Também são sintomas comuns: dor de cabeça, no corpo e articulações; fraqueza; dor atrás dos olhos, erupção e prurido cutâneo.

Perda de peso, náuseas e vômitos também são comuns aos doentes de dengue.

Com a diminuição da febre (entre o terceiro e sétimo dia), o paciente pode evoluir para a cura, ou para a forma grave da doença, que pode levá-lo ao óbito.

Fique atento para os seguintes sinais:

  • dor abdominal intensa e contínua, ou dor a palpação do abdômen; 
  • vômitos persistentes;
  • acumulação de líquidos (ascites, derrame pleural, pericárdico); e
  • sangramento de mucosas.  

Caso apresente sintomas da dengue procure seu médico ou os serviços de saúde.

Repouso e ingestão de líquidos, geralmente fazem parte do tratamento.

Não existe um medicamento específico para combater o vírus ou prevenir a dengue.

Prevenção

A melhor maneira de prevenir a dengue é acabando com os criadouros do mosquito.

Faça sua parte e não deixe água parada.

Em áreas onde é grande a infestação do mosquito é indicado usar: repelentes, roupas que evitem deixar a pele exposta; mosquiteiros e inseticidas.

Consulte o seu médico regularmente. 

CLIQUE AQUI E BAIXE NOSSO EBOOK COM INFORMAÇÕES, CUIDADOS E PREVENÇÃO

Fontes – Sites: Portal da Saúde (Ministério da Saúde); e Portal Brasil (Governo do Brasil).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *